Dia de beauté

Porque quase nada é tão legal quanto maquiagem

Arquivo para Sol

Kit-cor-de-saúde

Hello meninas!!

Quero começar o ano falando sobre as maquiagens que eu gosto de usar no verão pra tirar um pouco da carinha de fantasma (que eu até acho que combina no inverno, mas no verão prefiro uma coisa mais “quente”, na medida do possível!)

Arsenal!

Blush cremoso: Pomette da Lancôme (não existe mais), Cream Colour Base cor Virgin Isle MAC, Blushcreme Uncommon MAC e Dream Mate Blush cor 10 Maybelline

Pó queimador (também conhecido como bronzer, bronzing powder etc): Bronzer # 2 Nyx (é giga!), Terracota Guerlain, Healthy Glow Bronzing Elf, Bronzer Natura Aquarela, Bronzer cor Laguna Nars e ali no meio Matte Bronze MAC

Bases que realçam o bronze: canetinha Mister Bright cor 72 Givenchy (pra uma coisa mais pontual), Soleil Lamé Chanel (não existe mais) e Terracota Bronzing Brush Guerlain

Blush + iluminador em stick: Accentuating Color Stick Shiseido cores S5 – rosa e S2 – pêssego, The Multiple Copacabana Nars, Santé Duda Molinos, e três que não são stick mas são cremosos: Blush Creme Contém 1g nas cores Candy, Peach Cheek e Lady

E boiando ali no meio de tudo tem uma miniatura do Benetint da Benefit, um produto cult e que foi super imitado mundo afora, cujo objetivo é dar uma cor na bochecha sem parecer que você usou alguma coisa, como se viesse de dentro mesmo. Também é ótimo pra dar cor nos lábios. Ele é líquido e o nome desse tipo de produto é stain, que traduzido seria “mancha”. Dura pra sempre. Eu nunca me dei muito bem porque acho difícil de espalhar, ele seca muito rápido. Mas enfim, tem uma legião de fãs!

Então, explicando o arsenal. Eu sou muito branca, mas acredito super no pó queimador – não que eu vire morena jambo, mas dá pra dar uma aquecida no rosto, sabem? No inverno quase não uso, mas adoro no verão. Existem mil cores diferentes de queimador, de modo que você pode encontrar a que se adapta melhor a sua coloração natural, evitando um efeito laranja (como encontrar? Testando no rosto!). O truque do pó queimador é não usar no rosto todo como se fosse uma base. Use um pincel gordinho e passe nas bochechas, de leve na testa, no nariz e no queixo.

Quanto aos blushes, quando estou na minha versão “férias”, viajando em praia ou lugar que tem piscina, momentos que eu uso menos maquiagem, gosto de trocar a versão em pó pelos blushes cremosos e em bastão, acho que eles têm mais cara de férias sabe? Não sei explicar muito bem essa sensação haha mas sinto que eles são mais fáceis e rápidos, você aplica na pele sem nada, só pra dar aquela corzinha, pode ser com o dedo ou com um pincel (amo o Duo Fiber 187 da MAC pra isso) e ele funde com a pele em vez de “sentar em cima dela” como faz o blush em pó.  Ah, sem contar que você pode usar o blush cremoso em baixo do blush em pó, pra fixar melhor.

Então é mais ou menos assim, pra usar de dia, no sol e tal, eu voto pelo blush em creme, e pra usar de noite, voto no pó queimador mais um pouco de blush rosa, só nas maçãs. Aí pode até ser o blush em pó, pra não fazer meleca de creme por cima do pó…

Já as bases que realçam o bronzeado (no meu caso, fingem um bronzeado), são fluidas então você até pode passar no rosto todo (ou não!), com o dedo mesmo e espalhando bem. Tem aquele spray bronze da Dior também, uma vez eu usei e fiquei parecendo uma instalação laranja, mas pra quem é mais morena super fica bom.

A maioria dos produtos da foto vocês encontram fácil pela internet, é só dar um Google! Tirando os que não existem mais (dãããr) e Nars e Benefit que não existem no Brasil!

Voltei!

Feliz ano novo!!! Uhu! Ai gente um dia de atraso no retorno do blog né, acho que faz parte, to pegando no tranco!!!

E o pior é que eu acho tão difícil de “recomeçar”, fico meio perdida (não que esteja com falta de assunto!) então resolvi fazer esse post-introdução pra falar de coisas randômicas do tempo que fiquei fora! (são muitas)

. No dia do meu primeiro Natal (23/12 haha, são muitos) eu fui à tarde fazer uma foto pra revista da Daslu, e não posso deixar de comentar sobre a maquiagem e o cabelo! Foi o top Saulo Fonseca que fez, um querido que eu conheço desde o começo da minha carreira jornalística. Eu juro que meu olho até mudou de cor, fiquei passada!

O problema é que eu, na pressa, não peguei o nome da sombra, mas assim que encontrar com ele pergunto e conto aqui. Só sei que era uma sombra vinho, que ele passou no meu olho todo, até a sobrancelha e rente aos cílios de baixo, e ultrapassando o limite do fim do meu olho – tão sacando? E aí o contorno do olho era beeeem preto. Essa combinação de vinho com preto que fez meu olho ficar verde. Ai que loucura!!! (mas a foto não captou ahahah). Detalhe que aqui eu já tava em casa e o batom já tinha ido embora então passei meu Fleshpot (MAC Pro) que sempre cai bem.

E bom, o cabelo era preso meio “podrinho” e bem gordo atrás, como se fosse uma coisa bufante que ele prendeu só por baixo. Ele passou bastante mousse (gente, vão se preparando pra mousses e etc hein, cabelo com textura vai bombar!), secou dando volume, fez babyliss – isso tudo pra preparar pro preso! O bom é que ele fica, tipo pra sempre. Aí tinha um enfeite, que eu tive que adaptar em casa com essa faixinha brilhosa.

. Esqueci de tirar foto da maquiagem do segundo Natal, mas usei quase todas as cores do meu estojinho novo da MAC, o 6 Sorceress, é muito maravilhoso! Falei dele aqui e qualquer hora faço vídeo mostrando as cores.

. Bom, depois da maratona natalina, eu fui fazer um “refúgio” na fazenda e tirando o dia do réveillon, não vi nem a cara do meu curvex!! Olha o desapego! Mas é bom né, fazer isso às vezes. A única coisa que usei foi meu kit-cor-de-saúde, vou fazer post só sobre ele daqui a pouco. E no dia do réveillon usei a palette Eye Gloss da Chanel + Pigments bem brilhosos da MAC por cima. Também sem foto, no momento!

. Aí, pra vocês verem o nível do desapego, teve um dia que até usei o shampoo randômico que tava no chuveiro! Gente, mas eu NUNCA faço isso, quem tem cabelo temperamental me entende…. Mas foi uma grata surpresa, era o shampoo e o condicionador pra cabelos normais da Taeq, marca do Pão de Açucar. Ótimos, e a embalagem é bem fofa e explica os ingredientes principais e o que eles fazem e tal. Depois passei o creme pra pentear Elsève Reparação Total 5 (que também tava por lá) e meu cabelo ficou super em ordem.

. Choveu um bocado, mas para os momentos de sol eu adotei o Heliocare compacto da Melora FPS 50, no rosto, e Neutrogena Fresh Cooling ou Ultra Sheer FPS 30 e 45, no corpo.Todos recomendações de Dra Carla Vidal, e que eu também recomendo!

. Ah, meu tradicional “dia de beauté” do último dia do ano dessa vez incluiu massagem e manicure, duas coisas muito maravilhosas de se fazer, e Máscara com Extrato de Flores da Roseli Siqueira no rosto, porque eu acho que fazer máscara é uma das coisas mais divertidas da face da terra – mesmo que o resultado final seja sempre meio sutil!! A Roseli é uma esteticista super adepta de coisas naturais, infos sobre a clínica e os produtos aqui

. Ainda não comentei sobre a matéria que saiu sobre blogs de beleza na revista TPM de dezembro, acho que ainda tá na banca!! Mas dá pra ler online aqui. Adorei fazer parte, e acho super importante as revistas abordarem o assunto blog. E as montagens de fotos ficaram ultra fofas!! Além do Dia de Beauté participaram o 2 Beauty da Marina, o It Girls da Alê, o Garotas Estúpidas da Cami e o Agora que Sou Rica da Jana.

Só tenho um adendo a fazer ao meu texto: às vezes acontecem pequenas falhas de comunicação quando você dá uma entrevista, então queria esclarecer que eu não me recuso a colocar anúncios como apareceu na minha aspa, até porque como vocês podem ver existem dois aqui do lado!!! Eu não sou bi-polar haha, mas na época da entrevista eu não tinha nenhum, nem nunca tinha ido atrás então aconteceu essa interpretação meio errada. Mas tirando isso, adorei tudo!

. Também queria super agradecer a todo mundo que votou no meu Twitter pro Prêmio Chic, nós ganhamos uhuuu num empate luxo ao lado de Oficina de Estilo e Erika Palomino! Fiquei mó orgulhosa! (Pra me seguir clica aqui)

. E pra terminar a tagarelagem-mor (pra tirar o atraso hihi) um link ótemo: retrospectiva da beleza de 2009 feita pelo Style

Bom começo de ano para todas!!!

UPDATE! O Saulo fofíssimo deixou um comentário aqui, contando qual é a sombra! Brigada querido!

“A sombra vinho é de um quinteto da Dior / Stylisih Move 970 que comprei em NYC mes passado, não sei se tem para vender aqui no Brasil, mas acredito que sim. Sei que no site strawberrynet.com tem, entrega aqui e custa $ 58,00 (dolares)”

Vamos arrasar na sombra vinho! E quando der vou pesquisar outras cores similares

Cama de bronzeamento artificial??

Juro que se tem uma coisa que eu não consigo entender é como alguém arrisca a saúde e a beleza da pele tostando em uma cama de bronze artificial. Todo mundo sabe, mesmo que láá no fundo, que faz mal pra caramba, mas tem gente que acha que vale a pena pelo resultado.

Eu acho o cúmulo do absurdo alguém achar que “precisa” ser morena para estar bonita. Essa cultura é péssima e nada saudável, e acho que nem precisa dizer que está totalmente inserida na cabeça de brasileiras e brasileiros. Também não sou a favor de todo mundo querer ser branca (como as japonesas, loucas por um cosmético que clareia a pele), sei lá só acho que todo mundo seria tão mais feliz se aceitasse sua cor, se for morena ótimo, se for branca que seja branca. Já cansei de ouvir gente falando que eu sou branca demais e blá blá blá, confesso que quando tiro foto de noite, do lado das minhas amigas (todas bem mais morenas do que eu), e o flash vai todo em mim, e eu pareço um fantasma, penso “nossa sou muito branca” mas nem cogito tostar no sol para mudar essa condição. A gente tem que aceitar a realidade não é mesmo, principalmente quando tentar mudá-la é tão prejudicial.

Estou falando isso tudo porque acabei de ler uma matéria que a Ivi me mandou, sobre meninas que tostavam em camas de bronze e tiveram danos seríssimos na pele ainda com 20 e poucos anos. É longo, e é em inglês, mas para quem tiver interesse e paciência vale a pena ler, o link é esse aqui.

Sei lá mas acho que devia ser proibido! O que vocês acham sobre esse assunto? Quero polêmica!!

Uma experiência spray

Deixa eu dividir um experiência solar que tive durante as férias. Quando montei minha nécessaire, dois protetores em spray eram os grandes atrativos do meu verão. O Spray Transparente da L’Oreal eu até já estava usando em SP, em dia de mais sol quando vou ficar na rua, porque ele é super levinho e não meleca, e o Fresh Cooling, da Neutrogena, que eu adoro porque é geladinho. Ambos são legais porque são fáceis de aplicar e não precisa ficar espalhando.

Claro que levei muitos outros mas esses dois eram os queridinhos. Fora o de rosto, meu eleito foi o Fluide Extreme da La Roche + protetor compacto da Shiseido, que já me dá uma corzinha.

Aí no primeiro dia que fez sol, depois de 2 dias de pura chuva, eu cometi o primeiro erro vergonhoso: não passei protetor antes de sair do quarto, naquele momento em que estamos sem o biquíni que costuma atrapalhar. Isso porque quando acordei tava nublado, e quando o sol apareceu eu fui direto e passei protetor lá mesmo. Pra que…

Bom, passei o Fresh Cooling em mim e o Spray Transparete no meu namorado. Erro número dois (que eu só percebi de noite, olhando para meu colo vermelho e para a barriga rajada do coitado): spray + vento = desastre. Porque você aperta o pstchhh e o vento leva metade embora, mas eu não reparei, e aí deu no que deu.

Com um mau-humor profundo ao constatar minha vermelhidão (que foi apenas em um pedaço do colo e um pedacinho do braço, mas já me irritou, afinal é uma heresia), nunca mais tomei sol. Fiquei na sombra, de protetor e de roupa, pensando “era por isso que eu tinha desencanado do sol” e etc. Ainda bem que meu rosto ficou intacto… Meu namorado me perdoou pelo estrago que eu fiz nele (ficou lindjo, tudo manchado vermelho e branco) e não ficou achando que eu sou uma anta, não sei como.

Então divido com vocês meu aprendizado: o protetor em spray é ótimo e funciona, é prático e agradável, mas deve ser passado peladinha, num lugar sem vento, e com fé (tipo aperta e paaaassa mesmo, não pode ser econômica nesse momento). Na hora de reaplicar, vale redobrar a atenção já que você provavelmente estará de biquíni e no vento, então capriche mais ainda na quantidade de sprayadas por região. Fazendo isso , tudo vai dar certo!

Protetor não eficaz?

A Adriana fez uma pergunta muito pertinente: precisa reaplicar o protetor diário? Porque ela passa, assim como eu e muitas outras, o filtro de manhã como uma boa menina deve fazer e passa a maquiagem por cima. Quem vai ter paciência de ir lá no meio do dia no lavabo do escritório para lavar o rosto e passar tudo de novo???

Ela não tem, eu também não e acho que a maioria das pessoas também não. E a maior dúvida é: será que foi tudo em vão?

Perguntei à minha dermato, a dra Carla Vidal, e ela deu a boa notícia: “Se você vai ficar em lugar fechado, sem transpirar, não precisa reaplicar. Ele continua sendo eficaz. Agora, se você trabalha debaixo do sol, exposta ao calor, aí sim. Vale lembrar que, além de conter fps, um creme para uso diário tem outros ativos que tratam a pele”.

Ufa!

Hits do meu verão

Entre todos os muitos produtos que levei para a praia – só mostrei uma nécessaire aqui, mas acabei levando mais três e uma pequena de unha – alguns se destacaram, porque usei sem parar. Segue uma listinha dos hits do meu verão:

. Protetor de rosto. Acabei variando entre um da Lancôme 50, um Helioblock Anthelios com cor de base 50 e um outro tb Helioblock creme fondante 60. Passei milhares de vezes pq não tenho nenhum interesse em queimar o rosto, mesmo.

. Conseqüentemente, o segundo da lista foi o pó queimador. Claro, porque ninguém merece ouvir de qualquer pessoa que cruza com você ‘nossa como você está branca!’ e uma hora cansa ficar explicando que pelo menos eu vou manter a pele bela por muito mais tempo. Levei o Bronzing Powder mate da MAC e passei com fé.

. Meu tônico também foi fundamental, é preciso um produto potente para remover todas as impurezas que parecem colar no protetor todo dia. Uso um manipulado.

. Água termal da La Roche Posay, para refrescar de dia e de noite.

. Canetinha de cutícula da Alessandro, que já falei aqui. Minha unha sempre fica destruída na praia e isso me salvou, assim como passar uma camada nova de esmalte no dia do réveillon.

Duas bases são necessárias

O “mais tarde” foi bem mais tarde né pessoal??? Mas o que importa é que agora o Dia de Beauté está fazendo muitas pesquisas in loco aqui no Fashion Rio. Como já contei, estou aqui cobrindo pelo Chic (acompanhem!!) mas vou atualizar o blog – ele tá precisando!

Mas quero ignorar um pouco o Rio pra falar de uma coisa muito importante que descobri nesse verão. Só pra explicar, eu mal viajo durante o ano e não sou rata de praia por isso basicamente minha única viagem veranil messsmo é a do réveillon. E no ano passado só choveu em Angra, por isso estava meio esquecida do que era… verão com sol!

Tá, então voltando. Sabe aquele papo que os maquiadores falam sobre base e corretivo, que o ideal é ter um tom de inverno e outro de verão? Pois, eu até tenho, só é porque sou exagerada mesmo, não porque acreditava muito na importância disso. Mas agora tudo mudou! Se você, como eu, usa a base do tom exato da pele, é natural que tenha uma mais branquinha de inverno. Aí chega o verão, e mesmo que você (seja muito esperta e) não tome sol no rosto, acaba bronzeando o corpo, e vai precisar de um tom adequado para igualar. Parece óbvio, mas eu não pensei nisso quando fiz a nécessaire e levei minha base branca! A sorte é que meu corpo não estava lá muito globeleza, então o estrago não foi tão grande.

O ponto é, pensem nesse detalhe na hora de escolher a base e o corretivo. Para não ficar desigual para nenhum dos dois lados – corpo preto rosto branco ou rosto preto e corpo branco. Eca!

O drama da nécessaire de praia

Todo ano é a mesma coisa. Como não vou muito para a praia em fim-de-semanas e feriados, chega o dia de arrumar a mala do réveillon (sim, já estou arrumando, mas por motivos de  força maior) e minha nécessaire fica GIGANTE. É muito triste ter que selecionar entre tantos protetores incríveis e técnologicos, por isso decido levar todo o estoque – que é suficiente para mim e mais 15 pessoas, acho. Quem precisa de 3 protetores de rosto, um 60 e dois 50, para 10 dias de praia? Sem falar na dificuldade que é eleger um só combo capilar (só funciono com mais de trê produtos por lavada, shampoo, máscara e leave-in são o mínimo) sendo que troco de shampoo quase todo dia.

Fotografei tudo o que estou levando só relacionado ao sol – ainda falta o tal combo capilar e todos os manipulados de rosto!!! Sem falar na maquiagem. Gente, eu tento, mas minha nécessaire quase pesa mais que minha mala. Mas sei que aqui posso ser livre e dividir meu problema com pessoas que, com sorte, sofrem do mesmo mal. Devíamos fazer uma associação das nécessaire descontroladas, AND. O raciocínio é: e se eu quiser usar meu esfoliante de lima da pérsia com extrato de bambu vegetal e ele tiver ficado em casa? Para evitar stress desse tipo, levamos tudo.

 Nécessaire de praia

Para quem quer saber o que tem na foto (sem preço que eu sou só uma):
Imedeen Tan Optimizer, Authohélios lencinho com autobronzeador da La Roche Posay (to louca pra experimentar, alguém já usou?), Anthélios com cor de base FPS 50, Anthélios creme fondante (melhor nome, dá vontade de comer) FPS 60, Lancôme UV Expert FPS 50, Biotherm Sun FPS 30, Anthélios grandinho de corpo FPS 30, L’Oréal em spray FPS 30, Neutrogena Ultra Sheer FPS 55, Shiseido FPS 50, Shiseido compacto tipo base FPS 35, Voile Protecteur spray de cabelo da Kérastase, creme protetor UV Rescue da Redken para morenas, spray de camomila da Ox (uma pessoa decidida, que sabe o que quer, leva coisa de proteger e clarear ao mesmo tempo), shampoo pós-sol da Redken, leave-in Elsève Solar, pós-sol Biotherm de corpo, protetor labial Nivea, gel de banho Decléor tamanho viagem, óleo de amêndoa Johnson’s baby tamanho mini, ampola de cabelo da Kérastase. Tentei economizar espaço hein, com essas coisinhas menores!

Agora me digam: quais são as chances de conseguir usar tudo isso? Vou tentar e depois conto. 

PS. Não é linda a nécessaire dourada de matelasse??? É da Jo de Mer, fina.
PS 2. Vocês falam “a” nécessaire ou “o” nécessaire?

Post grande! A pele linda

Vou bater muito nessa tecla: uma pele bonita ajuda qualquer make. O ideal é realçar a pele com base – e não ficar horas tentando criar uma máscara. Sem querer ser repetitiva, você… faz uma base para o que quer que seja o resto. Bom, para ter a pele bonita, não tem milagre. Tem que cuidar. A Juliana, fofa, deixou um comentário aqui perguntando sobre produtos que ela pode comprar em Paris (fina, tá indo viajar!).

Bom, cheguei à conclusão de que indicar produtos para o rosto, principalmente creme, é muito difícil, uma vez que cada pele é de um jeito e as reações são diferentes. Não posso falar por mim, porque sou da turma dos manipulados – acho que funciona melhor, tenho mais resultado e menos problema, e não pretendo mudar tão cedo. Minha primeira dica seria mesmo ir ao dermato e pedir boas fórmulas. Isso pode até sair caro, mas às vezes gastamos tanto com cremes que acabam sem uso no armário… Sou mais gastar em maquiagem, que aí da pra experimentar tudo e mais um pouco.

A verdade é que, se você vai partir para os cremes prontos, a não ser que tenha muita sorte, vai precisar experimentar alguns até achar o ideal. Tem quem se dê superbem com o Cetaphil, um dos sabonetes mais básicos, tem que só fique linda com Creme de La Mer, caríssimo. No Brasil não existe muito a prática de dar amostras grátis, o que seria ótimo para quem está procurando. Ninguém quer ficar gastando à toa, certo? É, as coisas não são fáceis.
Qual seria o regime diário ideal? O básico lavar, tonificar e hidratar, sempre usando produtos adequados ao seu tipo de pele. Vale incluir um ácido, para resolver manchinhas, espinhas, ruguinhas, quando a pele está pedindo.

Como a Ju quer comprar em Paris, fui pesquisar algumas coisas legais. Tem uma linha da Origins feita pelo D. Andrew Neil que tem ótima aceitação e vende no Bon Marché. Linhas assinadas por dermatos costumam ser bacanas. A Murad vende na Sephora francesa. A Estée Lauder tem um produto chamado Idealist que parece interessante, ele diminui a aparência dos poros e deixa a pele renovada, 55 euros na Sephora. Em Paris, também vale investir em dermocosméticos como La Roche Posay, Vichy e Avène, muito mais baratos lá.
Sempre lembrando que não tomar sol, ou passar muuito protetor, ajuda muito na hora de ter uma pele bonita. E tem que passar todo dia!

Ufa! Esse foi o post mais complexo que já escrevi. Espero que tenha ajudado, embora dúvidas desse tipo não tenham fim, porque como disse acima, cada pele é de um jeito. Esse produtos que falei são sugestões, seria ótimo se vocês, leitoras amigas, mandassem as suas!

Queimador

Preciso de uma consultoria. Eu queria ficar com o rosto menos branco e com cara apagada no dia-a-dia. Fica exagerado eu usar algum blush mais bronze, tipo esses “queimadores”? Tenho medo de ficar feio/brega. O que vc usa no dia-a-dia? Base e blush? Me ajuda!

Oi Marcelinha!! Adorei a dúvida. Eu sou muito adepta do queimador pra combater aquela cara de doente que quem é muito branca (como moi) pode ter. Como não teremos rugas vale a pena fugir do sol e lançar mão desse produtinho, que não fica nada brega se vc:

a) Escolher um tom que não seja muuuito mais escuro que a sua pele. Não dá pra virar morena jambo até porque o resto do corpo vai ficar desigual.
b) Não aplicar no rosto todo tipo base! Use um pincel bem largo, e vá passando de leve na bochecha (sabe aquele lugar que vc faz bico e afunda? É mais ou menos por aí), testa e sobre o nariz. Não confie naquela esponjinha que vem em alguns produtos, ela não dá um efeito tão natural.
c) Optar por uma versão mate – sem brilho – que são mais discretas para o dia-a-dia

Vale frisar que a mão é leve mesmo, pra não ficar over. Aquele look hiperbronze está em baixa, não é cool. Use o queimador só pra dar uma corzinha mesmo.
Eu uso o Bronzing Powder matte, da MAC, e sempre uso junto um blush rosinha, nas maçãs (o lugar que salta quando vc sorri). Quando está mais verão, uso meu Terracotta cor 3, que é mais escuro e potente. Dá pra usar com ou sem base, fica a seu critério.

Listinha:
. Bronzing Powder, MAC, R$ 95
. Terracota, da Guerlain, é clássico e tem um leve brilho. R$ 149,90 na Sacks
. Pó bronzeador da Maybelline, Super Natural Sun, funciona e é bem baratinho, R$ 11,90
. Pincel beeem largo, para não concentrar produto demais em um lugar só. Eu uso um da linha própria Sephora de cabo curto, que custava U$ 10. Não achei no site, mas achei esse kabuki brush que é parecido, por U$ 22 aqui. Pra quem vai viajar porque não vende no Brasil.
Foto linda dos meus queimadores