Dia de beauté

Porque quase nada é tão legal quanto maquiagem

Arquivo para Banho

Kiehl’s, uma história de amor

Hahaha que título brega!!!!

kiehls

Vários motivos fazem da Kiehl’s uma das minhas marcas favoritas. Eu adoro a embalagem simples e cheia de personalidade, adoro o espírito da marca, adoro os cheiros e texturas, adoro a variedade de produtos, o fato de você sempre sair de lá cheia de amostras e de sempre descobrir um produto novo a cada visita. E claro, adoro a eficácia das coisas, que sem isso nada adiantaria! Além da preocupação em explicar o que você está usando (olha o folder que vem com as compras) e dos vendedores mega treinados. Eu recomendo muito mesmo uma visita à única loja brasileira, que fica no Iguatemi em São Paulo, para quem for de SP ou estiver passeando por aqui (aliás em breve vou fazer um roteirinho de beauté em SP!)

Aqui, separei alguns favoritos e novas descobertas. Só vou ficar devendo os preços, não consegui pegar na hora mas quem se interessar pode ligar lá que eles falam! (11) 3031-1633. O que sei é que, ufa, a diferença daqui pros EUA não é tão absurda então compensa comprar.

kiehls

Pro cabelo, amo o shampoo Aminoacid e o Creme with Silk Groom, que é um leave in que hidrata mas modela. A linha banho é uma perdição… Tem esfoliantes e sabonetes líquidos com cheiros deliciosos, esses da foto são da linha Lavanda. Um que descobri e tô louca pra testar é o Nurturing Washing Body Cream, versão chuveiro do Creme de Corps, hidratante de corpo TOP favorito. Ou seja, ele é um hidratante de banho, perfeito para dias mais frios (= preguiça). E quando eu vi o Body Cleansing Oil da linha Argan Oil, uma de minhas obsessões recentes? Ainda não tinha pra vender, estava pra chegar, mas do Superbly Restorative Dry Oil já falei aqui, e esse novo é um óleo de banho, quero já. O cheiro é uma coisa e hidrata horrores!

A linha mais nova da marca é a Dermatologist Solutions, que a Kiehl’s desenvolveu com o intuito de ser mais “médica” mesmo, então tem sabonete de rosto para pele super sensíveis, tem creme para rugas, pra flacidez, pra acne, pra machas, tudo meio dermatológico como bem diz o nome. E qual não foi minha surpresa quando minha dermato, Carla Vidal (site e infos aqui), que só recomenda manipulados, me liberou para usar o Powerful Strenght Line Reducing Concentrate, que tem 10% de vitamina C, e o Line Reducing Eye Brightening Concentrate, pros olhos. Estou usando há menos de uma semana mas posso dizer que minha pele parece boa!

E falando em olhos…. o Creamy Eye Treatmente with Avocado é uma coisa de outro mundo. Imagina que você passa ele e é um creme bem espesso, mas a medida que você vai espalhando com os dedos, ele vai virando uma água! É uma sensação muito legal, só testanto pra entender!

A última vez que visitei a loja foi à convite da assessoria da marca, que fez um evento pras blogueiras conhecerem a marca (olha o relato das Trendy Twins aqui). Nesse dia ganhei 2 presentinhos mega úteis: o Lip Balm #1 versão potinho e uma miniatura do Creme de Corps, que agora mora na bolsa (sempre esqueço de passar hidratante na perna hihi). Só o gloss que não ficou bem em mim – mas já fiz uma amiga feliz.

E ainda comprei 3 coisas que estou amando: o Simply Mahvelous Legs pra usar com gilette (ótimo pra mim porque raramente depilo com cera), o tônico de Calêndula (que a dra Carla também liberou!) e o Body Cleanser de Gardênia que é assim uma loucura de bom, tô viciada.

Mas mesmo com toda essa “lista”, a maior graça continua sendo entrar lá e fuçar para encontrar coisas novas e perfeitas para você! Também dá pra fuçar no site americano, pra conhecer melhor os produtos, www.kiehls.com.

Peruagem necessária

Ganhei esse negócio e achei genial. É o presente que a Vichy mandou pra imprensa junto com a sua nova linha para os pés – que por sinal é ótima!

É o jeito moderno de fazer escalda-pés, uma coisa que eu já achava bem agradável, ficar relaxando com o pé na água quentinha e tal. Mas esse tem vantagens tecnológicas como:

. Borbulhas e vibração que relaxam bem mais do que a água parada
. Massageadores que você acopla e fica passando o pé por cima, para soltar pontos de tensão (alô reflexologia)
. Aquecedor de água, para evitar a coisa mais chata do escalda-pés no recipiente comum: a água que vai esfriando aos poucos

Bom, são só três coisas mas me conquistou! Depois que fiz fiquei hiper zen então né, já vale!

Dá pra comprar exatamente esse (ele chama Aqua Foot!) aqui no site da Britânia, a fabricante, por R$ 189, e também dá pra achar similares no google!

Sparkkli online

Adoro os produtos da Sparkkli Home Spa, e agora eles vendem pela internet! Vale a pena fuçar e fazer algumas encomendas… Os cheiros e texturas são ótimos, os nomes e as embalagens são fofos! Clique aqui para conhecer.

Na minha listinha…

sparkkli

Água de linho Benephyto Bambu & Menta, para deixar o lençol cheiroso, Pó para banho (pra jogar na banheira!) Milkyway, Óleo de massagem Let’s Relax, sabonete líquido Energizante Eco Brasil (tenho, é incrível pra usar no banho de manhã), Esfoliante Benephyto Lavanda & Baunilha e sabonete líquido Milkyway (tenho, é ótimo pro banho da noite, mais suave).

Produtinhos com emoção

Que graça teria a beauté se não existisse um monte de produto diferente e um monte de frescura necessária? Muitas vezes dois cremes podem ter a mesma função, mas muda a embalagem, a textura, o cheiro, o preço (faz parte) e de repente um tem muuuito mais graça do que o outro.

Isso vale pra tudo, mas eu tava pensando outro dia que existem muitos produtos que têm mesmo uma emoção extra – às vezes é só pelo momento que os produtos proporcionam, às vezes é um esforço dos cientistas e das marcas que precisam inovar horrores pra continuar conquistando nosso armarinho do banheiro – e a gente que se dá bem com isso!

Meu top 10 produtos com emoção, na listinha a seguir (não tem ordem do melhor pro pior):

. Self Warming Mask, Wella. Um creme/máscara de cabelo que esquenta sozinha, nada mais nada menos… É uma sensação assim, única, você coloca na mão ela esquenta um pouquinho, aí coloca na cabeça tchhhh esquenta um monte (não queima, óbvio, essa onomatopéia foi só pra fazer um tipo). É que ela, em contato com a água, libera energia em forma de calor. Meu, é muito legal, sério. Custa R$ 58 em média e dá para comprar online aqui, ou no seu cabeleireiro.

. Triple Oxygen Instant Energizing Mask, da Bliss. Já falei dela aqui nesse post. Além da emoção de fazer um ritual de beauté, você coloca no rosto o produto e de repente ele começa a virar uma espuma em ebulição!! Demais, pena que não vende no Br.

. Forcintense, Kérastase, vale pela emoção de ter ampolas super poderosas para fazer tratamentos capilares at home (porque teoricamente só dá pra fazer tratamento com ampola Kérastase no salão). São duas ampolas de uso combinado, que revitalizam os cabelinhos sofridos. Custa uns R$ 110, no cabeleireiro mais perto de você!

. De novo Kerástase, não posso deixar de citar a máscara Oléo-Curl. Quem está acostumada a lidar com máscaras capilares, quando coloca a mão dentro do pote, esperando pelos usuais cremes, encosta num gel, meio consistente, meio gelecoso! É bem inesperado, e o gel hidrata os cachos sem deixá-los pesados. Mais ou menos R$ 130. Tem aqui.

. Rímel Phenomen’eyes da Givenchy… Nem precisa dizer qual é a emoção né? Você tirar o aplicador do tubo e dar de cara com um ouriço já é razão para comprar o rímel, sem contar que ele é ótimo. Custa R$ 124, tem post falando dele aqui.

. Sabonete em pó, da Eos. Saca só, um sabonete em pó! Diferente, inusitado, porém muito bem pensado, já que você pode carregar com praticidade por aí. Custa R$ 95 e rende bem. Dá para comprar aqui.

. Muitas coisas da Kenzoki. Aqui não dá para escolher um, são muitas emoções, já começa pelos nomes. Dentro da Sack’s tem um site da Kenzoki, vale a pena ficar fuçando e escolhendo um auto-presente de quase-Natal. Só pra dar uma palhinha: que tal um leite em pó realaxante pra colocar na banheira?

. Pads de Camomila da Sete Cosmetics. Porque convenhamos que fazer chá de camomila e colocar no olho é um pouco sem glamour, um tanto antigo e muito pouco prático quando se têm pads que já vêm prontos, e em uma latinha fofa. Custa R$ 44, aqui.

. Escalda pés da linha Pink, da Granado. A embalagem retrô é uma coisa de linda, e a idéia de fazer escalda pés é outra coisa de delícia. Custa R$ 10 e dá pra comprar aqui.

. Mousse de banho da L’Occitane. Você olha na embalagem, é um líquido. Quando aperta, sai uma mousse que você passa no corpo. Bom, a minha é a de Chá Branco, que era edição limitada e eu economizo. Liguei na loja pra saber se existe mousse em alguma outra linha e disseram que não, soooo sad, alô L’Occitane era uma das coisas mais legais!!

Ai essa pele seca parte II – no banho

Gente vocês são muito boas nos comentários e adiantam todos os meus assuntos! Não podia falar tudo direto no post da pele seca senão ia ficar enooooorme, então a parte II é sobre o banho, que é a minha salvação na verdade.

Amo amo a idéia de ter um sabonete que funcione como hidratante. O primeiro que vi que fazia isso foi da Olay, li na Allure há milênios e comprei finalmente em janeiro em NY. Chama Moisturinse e tem vários “sabores”. A Dermage tem o seu com a mesma proposta, o Hidrashower, mas eu particularmente não amo o cheiro. Aí agora a Dove acabou de lançar aqui no Brasil seu Cream Oil, que tem 4 “sabores” e promete 10 vezes mais hidratação do que um sabonete comum. Realmente, dá de dez em qualquer sabonete! Aliás eu só uso sabonete em barra da Dove, mas nunca no corpo todo (que resseca demais). Esse Cream Oil dá pra usar no corpo todo e fica ótimo. Mas para dar o efeito de hidratante messmo o da Olay é melhor.

Bom, os assuntos tão misturando. Na verdade eu aproveito o banho para usar qualquer produto que dê uma amaciada na pele, por isso que mesmo o da Dove não sendo efetivamente um hidratante dentro d’água eu gosto. Além dele uso um óleo da Nivea que chama Cream Oil, um sabonete líquido da Johnson’s que chama Softwash de lavanda, um da Roger & Gallet de gardênia, um óleo da Natura Ekos de magnólia que era edição limitada mas tem um cheiro animal, a mousse de chá branco da L’Occitane….

Gente vocês acham o que eu mal caibo no meu box!!!!! E pensa que ainda tem os esfoliantes (que merece um post detalhado, aguardem) e todas as coisas capilares. É difícil… Mas nessa listinha que falei tem opções de todo tipo, encontrados do supermercado à loja perua. Só vou ficar devendo os preços que não consigo fazer tudo!

Continuando, realmente óleo não hidrata nada dermatologicamente falando, mas mesmo assim minha experiência pessoal me mostra que minha pele fica bem melhor quando uso ele. Levando em consideração que tenho preguiça do hidratante depois, acho que é melhor do que nada.

Em todo caso, no inverno, vale fazer o combo banho + hidratante depois, e vale também esfoliar 1 x por semana pra tirar as células mortas e facilitar a absorção dos cremes todos.

Ah, amei a dica da glicerina que a Li deixou nos comentários do primeiro post, leiam !

O próximo post da trilogia é creme pra mãos e pés, aguardem! Que depois ainda tem o de cabelo… Eita!

Auto-suficiência capilar

Hahahah consegui pôr foto!! Só que foram várias iguais, vcs não liguem tá que to com medo de apagar e não conseguir de novo! Ai é lindo apanhar da tecnologia né? Daqui a pouco me acostumo.

Desta vez vou fazer diferente: escrever antes e explicar o sumiço depois!
O título desse post significa muito para uma pessoa que passou quatro anos fazendo escova toda santa semana, e mais três fazendo sempre que conseguia, como moi. Hoje em dia, consigo arrumar meu próprio cabelo. Tudo mudou quando decidi cortar o cabelo curto no ano passado. O que acontecia é que meu adorável cabelo não tinha forma antes de cortar, então não existia usar ele solto sem fazer escova. Era rabo, coque ou liso. Bom, foi o Proença, do W, que cortou da primeira vez (e também todas as muitas outras que se seguiram, porque quem tem cabelo curto não consegue evitar e vai cortando mais e mais. O que achei curto da primeira vez hoje acho comprido). Ele é, além de cabeleireiro, um amigo querido e que basicamente me salvou. Isso tudo para dizer que desde então, eu não preciso mais recorrer ao salão se tenho alguma coisa pra fazer e preciso estar com o cabelo decente.

Claro que nunca é a mesma coisa fazer um auto-cabelo e ir no cabeleireiro, mas só de saber que se tiver um imprevisto eu vou conseguir ficar com a cara direito, puts, é uma alegria sem fim.
Queria apresentar para vocês meu kit do it yourself. E aqui vem a má notícia, porque eu tava toooda animada e tirei mil fotos de várias coisas – inclusive das nada a ver com o post, tipo o que comprei voltando de Buenos que até agora não tinha colocado, a minha com batom pink, enfim, como eu contei anteriormente o wordpress mudou e eu, mesmo já tendo aprendido como faz pra colocar foto, não estou conseguindo, aparentemente é algum problema com o meu browser. Que raiva!!! Mas eu vou tentar assim que possível colocar de outro computer. Incrível como passamos rápido de cabelos pra browsers né?

Vou superar essa parte e contar então meus truques de styling capilar. Meu cabelo é enrolado, faço relaxamento para domar o fofo, mas a raiz sempre precisa de um retoque. Por isso, o primeiro passo é arrumar com secador + escova, só bem na raiz. Foi o Proença que me ensinou também a importância de deixar a raiz que fica perto da testa direito, porque ela é a moldura do rosto, e faz muita diferença mesmo. Aí vem a parte engraçada, porque de tanto fazer escova, a frente do meu cabelo é lisa (no comprimento, claro), de modo que eu preciso fazer babyliss para deixar tudo mais harmônico. Aproveito para fazer, além da frente, nas mechas que ficam por cima de tudo, nas laterais e atrás (deu pra entender? É assim, como se estivesse arrumando só o que aparece e que vai esconder o que tá debaixo).

Eu tinha babyliss há um tempão e não usava porque sempre ficava estranho, com a ponta “mastigada”. Esse ano aprendi um jeito muito mais fácil de fazer, com a fofa da Kellen, que contou que enrola a mecha no cilindro ignorando aquela pinça chata que só atrapalha. Juro que é muuuito fácil e, com a prática, dá pra fazer em cinco minutos. Quanto ao tempo que o cabelo fica e o tamanho da mecha, acho que cada um pode tentar e ver o que fica melhor. Claro que quanto mais fina a mecha e quanto mais tempo no ferro quente, mais tóin óin fica. Depois, passo spray pra segurar (ó a ironia do destino de novo!)

Isso é para quando quero usar solto. Quando quero usar preso, lanço mão do querido e já citado aqui aplique!!! Comprei um rabo, desses que você prende com piranha. Aí faço um rabo com meu cabelo, que fica muito toquinho, e prendo o aplique. Sempre preciso de uns grampos, para segurar os cabelinhos mais curtos, e se quiser fazer coque com o rabo também uso grampo. Também dá para mudar o visual deixando a frente solta, gosto com o coque mais baixo, ou então fazer todo preso, com o coque mais alto, com uma fitinha pra ficar meio 60’s. (É 60’s? Fiquei confusa). Olha que loucura, são uns cinco penteados diferentes sem sair do conforto do lar!!!! Ah, só uma obs, não sei fazer aut-escova então quando quero liso vou no Proença mesmo.

Aí hoje lembrei de outra coisa mucho legal de fazer em casa, que é auto-tratamento capilar. Vocês conhecem umas ampolas da Kérastase de uso não profissional? São duas, a Forceinterne e a Forceexterne, que você aplica e fica linda. Chama Forcintense, custa R$ 108 com 6 ampolas = 3 aplicações. Usei e me diverti, porque aí dá para aproveitar e tomar aquele banho gigaaante, fazer esfoliação, etc e tal. Ah, só vende Kérastase em salões e lojas especializadas, vocês sabem, mas agora tem um site brasileiro

Aproveitando o gancho “tempo de sobra para tomar banhos longos”, vou explicar um pouco o sumiço e o momento. Terça e quarta (ontem) rolou o Fashion Marketing, seminário organizado pela espetacular Gloria Kalil, minha chefe. Não sei se vocês conhecem, mas é um evento incrível que ela organiza, vem um monte de gente poderosa falar, dêem uma olhada no Chic que tá cheio de matéria bacana, porque nossa cobertura foi ótima. Bom, nem precisa dizer que foi pauleira e eu não tive tempo de atualizar aqui. E… bom, foram meus últimos dias no Chic! Estou saindo, depois de quase 3 anos (ia fazer em maio), para ir para a Vogue, onde vou continuar fazendo beleza (já colaboro há um ano e pouco nessa área) e vou também assumir a parte de moda da RG. Claro que o blog também continua e eu não vou (mesmo) sumir, mas queria contar essa pequena mudança muito significativa in my life, principalmente para aquelas que liam minhas matérias no Chic. O site no caso também continua lá e a gente vai continuar entrando porque é óbvio, é ótimo. E o mais legal (pra mim) é que eu só começo dia 22 (um dia depois do meu niver que é 21!), o que significa que eu vou tirar uma semana e dois dias de férias!!!! Eu nem lembro qual foi a última vez que tirei férias assim, pra ficar em SP fazendo o que der na telha, coisa que eu amo e nunca consigo. To tão animada! Vou poder atualizar o blog horrores e fazer todas aquelas coisas pendentes. Também vou programar nosso encontro, mas que eu quero fazer na outra semana que a Grazi vai tar em SP, ela mora em Goiânia! Mas falo melhor disso depois.

Bom, acho que era isso que eu tinha pra contar, por hora. Vou pros comentários que tô pra lá de atrasada nos debates!!!! E assim que conseguir, coloco muitas fotos.

Back from BA

Voltei de Buenos na sexta, sábado pra falar a verdade porque meu vôo atrasou 5 adoráveis horas, tempo que eu muito bem utilizei no Duty Free de lá, que é incrível e enorme.
Para uma breve viagem de uma noite, devo dizer que comprei bastante! Ainda não tirei fotos mas vou contar pra vocês mesmo assim. Senão vai demorar muito!

O mais emocionante foi descobri que vende Smashbox em BA. Para quem não sabe, a Smashbox é uma marca muito bacana que faz um Primer incrível além de outros produtos de muita qualidade e jeitão de profissional. E que não vende no Brasil. Pois lá estava eu no Patio Bullrich – único lugar que deu tempo de ir além do Duty Free – mais precisamente na Rouge, uma perfumaria bem bacanuda, quando vejo os produtinhos!!! Comprei um trio de sombras lindão e um gloss rosa que nunca vi mais lindo. E olha que eu nem uso gloss mais! Além da Smashbox, lá vende La Mer, que é caro of course. E no geral, os preços são um pouco melhores do que aqui.

Aí, no Duty Free, me diverti. Da incrível linda e muito cheirosa linha KenzoKi comprei uma água de borrifar no rosto (to fazendo coleção, já tenho a da Care, da Stella McCartney e as básicas da La Roche e da Avène). Bom ela se chama simplesmente “Pssht (alguma coisa assim, que imita o barulho do spray!) de soin qui fait du bien”, traduzindo livremente, spray que faz bem. Mas muito fofo né? E o cheiro, meu Deus, uma coisa. Assim como é uma coisa o cheiro da água-gel de banho “Eau douce que mousse sur la douche”, energizante. AMO coisas de banho cheirosas!

Da Elizabeth Arden comprei um kit que vem um mini 8 Hour Cream, creme superpotente que é um clássico nos países que faz frio, e um lipbalm do creme. Comprei por causa dele na verdade, já que já tenho o creme grandão. E também adquiri um creme de olho só por causa do nome: Good Morning Eye Cream! Ai que fofo! Mas ele funciona, vale dizer, é refrescante.

Na Clinique comprei o Pore Minimizer, que serve para quem tem pele oleosa, pra segurar o make. Bom, eu não tenho mas preciso fazer research né pessoal? Vou testar em alguém e conto depois.

Fiz um estoque do rímel Volumissime da L’Oréal, que é bom e bem barato (comprei dois por US$ 20 e ainda ganhei um lápis preto!) e também comprei o delineador da marca que acho bem fácil de passar, tem aquela ponta durinha.

Na MAC, chegando no Brasil, comprei três batons, o Myth, um boca-de-morto pra substituir meu amado Fleshpot (depois conto melhor essa história), o Girl About Town, um rosão pink e o Ruby Woo, um vermelhão pra quando quiser variar do Russian Red. Também comprei um Brush Cleanser, uma solução pra limpar pincel. Embora dê muito bem para limpar com shampoo, tenho a teoria de que pra quem tem preguiça de limpar (eu tenho um pouco), comprando um produto dá um incentivo extra.

Huum… acho que é “só”. Pelo menos de cabeça. Qualquer coisa faço um update quando chegar em casa!
Ah, ps: não consegui entrar em nenhuma farmácia boa, o que adoro fazer porque sempre tem uma coisa ou outra diferente. Fica pra próxima!

Sai pele morta

Eu adoro um esfoliante, principalmente de corpo, onde dá pra ser mais “agressiva” com os movimentos tchau-pele-morta-oi-pele-lisa. Além do que, dá pra usar um produto novo – com cheiro novo e ingrediente novo – por vez.

O último que usei foi um da Eos sensacional, orgânico, de maracujá (R$ 29). Só o cheirinho já dá um boost no humor, os grão são do tipo power e ficam mergulhados em uma espécie de óleo que vai deixar sua pele hidratada. É desses de potão, que você põe a mão, pega e passa sem dó. Adorei!
EsfolianteAí está o esfoliante Eos Orgânico dentro do box que, como vocês podem ver, é bem concorrido. E olha que na foto (linda, eu sei, mas não sou fotógrafa) só aparece metade!

Meu sonho é ter um box enoorme com uma bancada enoorme pra caber todas as mil coisas que gosto de usar no banho.
Eos: 11-3083 0130

De volta

É, eu sumi mesmo, culpa do TCC, que agora acabou. Então agora podemos voltar a falar de coisas interessantes, como mousse de banho de chá branco.

Eu já estava amaaaando o hidratante dessa linha de Chá Branco da L’Occitane, que é nova e edição limitada. Além de ter um cheiro ótimo, ele é bem potente. Juro que em mim a hidratação se perpetuava até um dia depois de tomar banho, o que é ótimo para quem tem preguiça de passar creminho no corpo todo dia.
Bom, ontem fui no Mauro Freire acompanhar a modelo do editorial de maiô do Chic – que por sinal ficou incrível, vejam – e descobri um corner muito estratégico da L’Occitane.

Não resisti e comprei a mousse de banho Chá Branco. O cheiro é bom igual ao do creme, a consistência mousse é ótema e é de usar no banho, coisa que adoro. Sai por R$ 54.

arq_656_53971.jpg